segunda-feira, 12 de julho de 2010

video

7 comentários:

  1. Vídeos como esse produzem um certo medo em nós... o objetivo é esse? Sem dúvida refletimos, mas não é uma reflexão que nos conduzirá a uma certa aversão as coisas que não são tão futuras?
    Se observamos a voz, as imagens, as previsões... ficamos com um sentimento de algo apocaliptico. É isso?
    Como isso pode respingar ou interferir diretamente no nosso olhar quanto por exemplo, a EAD... Temos que refletir sobre as transformações que vivenciamos, mas não com o sentimento de temor que pode culminar em aversão.

    ResponderExcluir
  2. O vídeo postado nos faz refletir sobre o futuro da humanidade e até mesmo o futuro da educação. Segundo o vídeo, o fluxo de informações aumenta a cada dia e o futuro tende a ser cada vez mais virtual.
    Sendo assim, torna-se extremamente necessário que os professores busquem compreender essa nova realidade e tragam isso para dentro da sala de aula. Afinal, as crianças nos dias de hoje são estimuladas por inúmeras informações mais interessantes que sentar em uma cadeira dura, com um quadro negro em sua frente, muitas vezes repleto de informações que não fazem sentido.
    Fazer o uso dessas novas tecnologias em busca de tornar as aulas mais prazerosas é de extrema importância.
    Porém, isso envolve problemas maiores. Como por exemplo, a formação dos educadores. Para que eles saibam aproveitar ao máximo o que essas novas tecnologias têm a oferecer, é de extrema importância que eles busquem cursos de capacitação. Além disso, é essencial que os cursos voltados para a área de educação, revejam os seus currículos a fim de incluir matérias relacionadas com a utilização das novas tecnologias dentro do ambiente escolar.

    ResponderExcluir
  3. Achei o vídeo interessante, porém algumas cenas remetem a ficção. Acredito que a tecnologia estará cada dia mais presente na vida do homem contemporâneo, contudo, isso ocorrerá de forma natural. Não necessita exageros com relação a esse novo padrão de vida, afinal o mesmo ocorreu com outras tecnologias, como: rádio, telefone, televisão.

    ResponderExcluir
  4. O vídeo é interessante e ao mesmo tempo preocupante. Se pararmos para analisá-lo, podemos chegar a conclusão de que não é muito difícil de isso ocorrer.As novas tecnologias já substituíram bastante coisas como as enciclopédias, alguns jornais, cartas manuscritas,e até mesmo alguns papéis sociais. É importante que as pessoas tenham mais acesso à esse tipo de vídeo para não permitir que em 2050 ou num futuro próximo,a vida social das pessoas chegue à “extinção”.

    ResponderExcluir
  5. O vídeo é muito interessante e nos faz refletir sobre o que temos feito com toda essa tecnologia que não para de aparecer em nosso meio,porém, como todas as coisas, o avanço da tecnologia tem os dois lados o positivo (facilidade, rapidez,entretenimento, produção em massa, ampla comunicação...) e o negativo (preguiça, problemas de saúde,diminuição da qualidade de ensino e da inteligência, dependência...).Temos apenas que ser sábios ao utilizá-la e ter o cuidado para que ela não tome o nosso lugar e função na sociedade.

    ResponderExcluir
  6. O vídeo é muito interessante e nos faz refletir sobre o que temos feito com toda essa tecnologia que não para de aparecer em nosso meio,porém, como todas as coisas, o avanço da tecnologia tem os dois lados o positivo (facilidade, rapidez,entretenimento, produção em massa, ampla comunicação...) e o negativo (preguiça, problemas de saúde,diminuição da qualidade de ensino e da inteligência, dependência...).Temos apenas que ser sábios ao utilizá-la e ter o cuidado para que ela não tome o nosso lugar e função na sociedade.

    ResponderExcluir
  7. O vídeo "o homem é Deus" descreve, antecipando o futuro, a revolução da mídia como um processo de extremos. O atual contexto em que os direitos autorais são protegidos será, como projetado no vídeo, completamente mudado, pois o copyright será considerado ilegal. A própria ascensão da internet - que de mídia alternativa, se tornará a única ou centralizará a informação - torna-se-á o exemplo maior dos extremos da tecnologia da informação. Se, por um lado, todo os recursos eletrônicos tornam dinâmicas as telecomunicações, a globalização, os contatos interpessoais e etc, por outro, a possibilidade do monopólio e manipulação dos usuários também é bem maior. Concentrar tudo na internet será uma possibilidade inédita de controle social por parte dos Estados. A própria democracia e a liberdade de imprensa estariam ameaçadas num tal contexto em que, paradoxalmente, haverá mais liberdade de expressão. Mas, tudo isso é apenas uma projeção; há, também, a possibilidade de um futuro diferente.

    ResponderExcluir